Eu,

Minha foto
Dayse Sene
Sou águia que vôa alto... em busca dos meus sonhos. Sou girassol, que acompanha o brilho do sol, em busca de um crescimento espiritual. Sou simplesmente Dayse Sene, que vive, que chora, que se emociona, que luta, que caminha por entre flores e espinhos, como todos, mas que mesmo assim, se sente feliz. Assim sou eu: AGRADECIDA POR ESTAR VIVA.

Textos Mais Lidos

Qual o seu idioma?

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Meu Arquivo

Meu Amigo Cavalo!


Meu castelo de sonhos,
era em uma floresta densa,
carregada de árvores gigantescas.
Passarinhos e borboletas,
quase não vinham cantar para mim.
Ficavam apenas mandando seus sons,
do alto das árvores.
E com muito esforço,
espichava o meu pescoço
para poder vê-los.
As vezes,
eles desciam
para fazer-me um carinho.
Sentia-me um pouco triste.
Ter meu palácio,
onde quase amigos não tinha.
Caminhava,
por entre as frondosas árvores.
Quando ao levantar os meus olhos,
vi a minha frente,
um lindo cavalo branco.
Ele era perfeito.
De pelo macio.
Era tão branco
que as vezes parecia azulado.
Aproximei-me.
Olhei em seus olhos.
Vi,
que uma lágrima rolava 
dos seus olhinhos tristes.
E ai eu perguntei:
_amigo cavalo
que faz você por aqui?
E ele quase em soluços
me disse:
- me perdi,
estou só.
Sinto medo.
E eu atenciosa,
lhe respondi:
_ não tenha medo , não.
Você será meu amigo.
Seremos bons amigos.
O que você acha?
O cavalinho, sacudiu a cabeça.
Pensei então, que era um não.
Mas ai,
vi que ele me sorria.
Tinha dentes branquinhos.
Só assim, me animei.
E voltei a lhe perguntar?
_pode morar aqui e meu amigo ser?
Só ai vi da sua boca,
a resposta que eu queria escutar:
_Sim fadinha, pois sei
que meus pais,
não irei mais encontrar.
E então a ele me abracei.
Beijei os seus olhinhos,
que não mais caíam lágrimas de dor.
Agora,
havia um lindo brilho.
Mas ao olhar para ele,
vi com precisão,
que seus olhos
mudavam a cor.
E então perguntei:
_ por que seus olhos mudam a cor?
E ele me respondendo,
fixou seus olhos nos meus.
_ vim do planeta arco-iris.
Quando ele veio, da sua água beber.
Deixou-me cair.
E eu sou um cavalo furta-cor.
Cada dia
mudo a minha pele.
Meus olhos
é que indicam a cor
que irei ter no momento.
Quando cai, 
estava verde, 
e o arco-iris, se enganou,
com as cores das árvores.
Por isso, não me levou.
Aí, lhe falei:
_ eu queria ser uma fadinha colorida.
Queria ter alegrias em minha vida.
E ser muito feliz.
Se você é um cavalo, furta-cor.
Se você se transformou,
em meu amigo.
Quero ganhar as suas cores.
Assim,
seremos amigos inseparáveis.
E meu amigo cavalo,
sacudiu-se todo,
deixando respingar em mim,
gotas de arco-iris,
me fazendo assim.
Tão linda, 
Tão perfeita.
Como os raios do sol.
Como as cores da arco-iris.
Dos rios,
das lagoas.
e assim me fiz natureza.
De presente
em mim,
asas coloridas
ele me deu.
Para que eu pudesse voar,
como as borboletas
e os beija-flores.
Em meus sonhos de fantasias.
Em meus sonhos de poesias
Cada dia,
um verso para ele,
predispus a escrever.
E juntos,
nessa harmonia
e doce amizade.
passamos nosso tempo,
recitando,
todos versos escritos
para a natureza.
Impregnando-a
de beleza.
Onde a poesia , 
eu e meu amigo cavalo.
Onde eu e meus amigos
borboletas e beija-flores.
Fôssemos felizes,
para a eternidade.


Imagem(Google).

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários deste blog são moderados por uma equipe.
Leia atentamente os Termos de uso antes de prosseguir.


Não serão aprovados os seguintes comentários:

1. com ofensas e/ou palavrões
2. não relacionados ao tema do post
3. com pedidos de parceria
4. com propagandas (spam)
5. com perfil do Blogger indisponível (anônimos)

Enfim, estamos aqui para CoNSTRuir...

.
Copyright₢ 2009 - 2010 DayseSene.Com
Developed By dPto