Eu,

Minha foto
Dayse Sene
Sou águia que vôa alto... em busca dos meus sonhos. Sou girassol, que acompanha o brilho do sol, em busca de um crescimento espiritual. Sou simplesmente Dayse Sene, que vive, que chora, que se emociona, que luta, que caminha por entre flores e espinhos, como todos, mas que mesmo assim, se sente feliz. Assim sou eu: AGRADECIDA POR ESTAR VIVA.

Textos Mais Lidos

Qual o seu idioma?

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Meus Vídeos

Loading...

Meu Arquivo

Sonhos Guardados Em Meu Infinito Particular!


O tempo
parece não ter passado,
para o meu coração!
Eram momentos de pureza.
Sonhos, sorrisos, gritos de emoções!
Brincávamos muitas crianças,
naquele quintal imenso
carregado de frutas saborosas.
Um cheiro de frutas da época,
nos embriagávamos!
Era simplesmente delicioso.
Esse “canto mágico”, era o quintal da minha tia.
A Tia Santinha…que fazia jus ao seu apelido.
Tão boa e santa…
Nunca nos reclamou…se isso fez, não me lembro!
Era onde reuníamos parentes e amigos,
para brincarmos de vários brinquedos de criança.
Cozinhado, finca, bolinha de gude,
batizados de bonecas, comadre e compadre,
de onça, de balanço (Zungue, falávamos assim também).
De subir nas árvores…
Lembro-me, que passávamos de umas as outras,
sem medo de cair.
Momentos da minha infância!
Da nossa infância!
Tão doce… Tão angelical!
E até os meninos que escolhíamos para namorar,
eram só de “boca”.
O que era só de boca?
Só falava, mas nem
encostávamos perto deles e nem eles de nós.
Mas sabíamos quem namorava quem(Risos).
E jurávamos amor eterno!
Coisa boa esses momentos,
que ainda hoje desfilam na iris dos meus olhos…
E buscam aconchego em meu coração.
Apesar de tantos momentos
vividos ao longo dos anos, esses marcaram mais.
E com certeza…serão o nosso colo na velhice.
Hei de ouvir, nossos gritos…
Nossa alegria atravessando todos
os sonhos sonhados nessa vida.
Quero ainda sentir o cheiro
da comidinha da minha tia,
que tão delicadamente,
servia um prato a cada um de nós.
E como sobremesa,
aquele doce delicioso de leite que ela fazia.
Lembro-me que o tacho não saia do fogão de lenha…
Era doce quentinho da hora…
Era doce delicioso e disputávamos quem iria rapar o tacho…
Que sonhos deliciosos e vividos tão reais,.
Tão nossos…tão meus!
Que guardo aqui dentro de meu infinito particular!
E que às vezes retomo,
só para poder agradecer a Deus
essa infância dourada que Ele me deu.

Dayse Sene

Imagem(Google).

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários deste blog são moderados por uma equipe.
Leia atentamente os Termos de uso antes de prosseguir.


Não serão aprovados os seguintes comentários:

1. com ofensas e/ou palavrões
2. não relacionados ao tema do post
3. com pedidos de parceria
4. com propagandas (spam)
5. com perfil do Blogger indisponível (anônimos)

Enfim, estamos aqui para CoNSTRuir...

.
Copyright₢ 2009 - 2010 DayseSene.Com
Developed By dPto