Eu,

Minha foto
Dayse Sene
Sou águia que vôa alto... em busca dos meus sonhos. Sou girassol, que acompanha o brilho do sol, em busca de um crescimento espiritual. Sou simplesmente Dayse Sene, que vive, que chora, que se emociona, que luta, que caminha por entre flores e espinhos, como todos, mas que mesmo assim, se sente feliz. Assim sou eu: AGRADECIDA POR ESTAR VIVA.

Textos Mais Lidos

Qual o seu idioma?

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Meus Vídeos

Loading...

Meu Arquivo

Rotina De Mulher!


Cinco da manhã…
E um reloginho de berço já a acorda.
E ela, sempre ligeira, abre os olhos,

de um sonho delicioso enquanto dormia.
Mas a responsabilidade a chama.
Seu bebê de cinco meses…
Com olhos de céu.
Estava mais parecendo o sol…de tão aceso.
Levantou-se, colocou a chupeta na boca dele,
enquanto ela fazia a sua higiene pessoal.
O maridão roncava…
Mas ela não se importava com isso…
Ele era lindo e bom marido.
Deixou-o dormir mais um pouco.
O bebezinho era comportado, sabia esperar.
Voltou…deu-lhe o peito.
Ele mamava com a força do mundo.
Guloso como sempre.
Antes mesmo de terminar a mamada,
já havia fechado os olhinhos,
para mais uma longa cochilada.
Ela então foi para a cozinha…
Preparou o café quentinho e delicioso.
Colocou a roupa para bater.
A casa,
já havia sido arrumada na noite passada.
E foi então se arrumar.
O serviço também lhe esperava lá fora.
Vida de mulher não é tão fácil.
Logo o interfone toca…
Era Maria Lúcia que cuidava do seu bebê, enquanto ela trabalhava.
Sorte que era uma vizinha antiga que ela confiava o seu doce bebezinho.
Todos já de pé…
Só não o bebê, que dormia farto.
Leite já na reserva.
E sabia que poderia ir trabalhar tranquila,
que seu filho ficaria bem.
Tomaram o café.
Ela, o marido e Maria Lúcia.
E saíram os dois apressados.
Era sempre assim…
O serviço que ficava pendente,
Maria Lúcia se encarregava de cuidar,
enquanto o bebê dormia.
No intervalo de almoço…reunião em família.
Era sagrado virem todos almoçar em casa.
O bebe precisava da presença dos pais.
Valia o sacrifício de pegar o trânsito agitado.
Almoçavam.
Sorriam.
Brincavam com a criança.
Deixava mais leite.
Fazia algumas observações para Maria Lúcia.
E voltavam ao trabalho.
Agora…somente à noite estariam em casa.
A maioria das vezes a criança já dormia.
Pena…
Mas era a vida.
Era o corre corre da sobrevivência.
Mas ela, não ia descansar…
Ia colocar alguma coisa que faltava em ordem,
até poder banhar-se de novo e se
sentir aliviada da da missão cumprida.
É! Mulher é sempre guerreira…
Poucas escapam a isso.
É preciso manter-se firme…
Viver vale qualquer sacrifício!
Dayse Sene
Desconheço autoria da imagem.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários deste blog são moderados por uma equipe.
Leia atentamente os Termos de uso antes de prosseguir.


Não serão aprovados os seguintes comentários:

1. com ofensas e/ou palavrões
2. não relacionados ao tema do post
3. com pedidos de parceria
4. com propagandas (spam)
5. com perfil do Blogger indisponível (anônimos)

Enfim, estamos aqui para CoNSTRuir...

.
Copyright₢ 2009 - 2010 DayseSene.Com
Developed By dPto